Vídeo

Entre brancos e negros, o que sobra é sensualidade!

Olá queridas e queridos leitores! Que tal começar a semana com 1 questionamento e 2 visões sensuais ao mesmo tempo? Caaaalma, deixa eu explicar! Rs. Alguém aqui já ouviu falar no filme Magic Mike? Não? Oi? Já?

Mike (Channing Tatum) é um experiente stripper, que está ensinando a um jovem a arte de seduzir as mulheres em um palco, de forma a conseguir delas o máximo possível de benefícios. Ao mesmo tempo que em passa seus conhecimentos para Adam (Alex Pettyfer), começa a se interessar pela a irmã dele, Brooke (Cody Horn). Com o tempo, Adam vai se mostrando cada vez mais confiante e deixa o dinheiro fácil subir na cabeça. Começa a lidar com drogas e a ignorar as pessoas próximas, mas ainda assim contará com a apoio de Mike e Brooke.

O filme fez tanto sucesso que a produção resolveu fazer Magic Mike XXL, o segundo filme da franquia, rs. Nessa etapa, novas histórias do mundo dos strippers nos EUA serão contadas! E tem sua estréia aqui no Brasil prevista para o dia dia 23 de julho.

Mas vocês devem estar se perguntando o que tem a ver com o questionamento, certo? Então, vai ser lançado nos EUA esse ano e não tem previsão de estréia no Brasil, o filme Chocolate City, a versão negra de Magic Mike. Na história, Michael precisa de dinheiro para pagar a universidade e encontra no clube de mulheres uma oportunidade para conseguir o que precisa. Roteiros parecidos, né? O filme conta com Michael Jai White (Arrow), Robert Ri’chard (The Vampire Diaries), o modelo Tyson Beckford (que participou do clipe de Toxic, da Britney Spears), entre outros.

Agora sim, o que me questiono é porque fazer uma versão black? Não estou querendo ser preconceituosa, o que é justamente o contrário. O ponto é por que ter dois filmes, com a mesma temática e histórias parecidas ao invés de ser apenas um só com tanto atores brancos quanto negros? Sim, os boys magia são tudo de bom e quanto mais strip melhor, certo? Mas meu questionamento é: será que ainda estamos vivendo num Apartheid mesmo que moderno e já está tão na cara que já é preciso ser retratado nas telonas?

Não consigo entender porque nos dias em que vivemos, a segregação racial ainda existe e nem percebemos. Enfim, eu vi o primeiro filme de Magic Mike, vou ver o segundo e vou ver Chocolate City e pode deixar que farei resenha pra vocês. Vamos esperar pelo menos que seja uma bela produção, né?

Por hoje é só!

Até a próxima!!!

Anúncios
Morte, hiatos, desespero e final de ano

Morte, hiatos, desespero e final de ano

Olá gente, tudo bem? Dezembro mal começou e já tá deixando marcas, hein. Na semana passada a fanpage oficial do The Walking Dead soltou um spoiler para todos os fãs no Facebook e deixou todo mundo ou preocupado demais ou temeroso demais. Aí a gente vê o episódio e se dá com aquela cena fatal. Se você ainda não viu o episódio 08, não leia a partir daqui.

TWD

Gente, o que foi a morte da Beth? Sem necessidade hein. E o pior é saber que ela mesmo procurou isso. A droga da troca já tinha sido feita, o que que essa menina tinha que fazer a linha revoltz, pelo amor, hein, escritores, pelo amor. E como se não bastasse isso, a série entra em hiatos (umas breves férias) e só retorna em fevereiro. #lastimosa

Seguindo o exemplo dos walkers, The Originals entre em hiatos dia 8 (amanhã), Supernatural, Marvel Agents of S.H.I.E.L.D e The Flash no dia 9, terça feira. Já Arrow para no dia 10; Reign e The Vampire Diares, dia 11. E o mesmo vale para Revenge e Once upon a time  que também ficarão um tempo de férias, para nosso #desespero! Em compensação, Hart of Dixie estréia dia 15, segunda feira que vem, então fiquem ligados!

Um grande beijo dessa que vos escreve, Natália de Oliveira, ou apenas Natty Wilde.

P.S: Esse final de ano já está dando o que falar, hein! E vocês o que acham desse hiatos? Deixe nos comentários!

Facebook_Logo /blogmeidentifiquei

instagram @me-identifiquei