Imagem

Promessa é dívida: Review de The Slap, The Casual Vacancy, Cucumber, Banana, Younger, Arthur e George, The Royals

Olá queridas e queridos leitores, tudo bem com vocês? Conforme prometido, esse post é inteira e exclusivamente sobre as séries novas que eu falei que ia ver e fazer o review, então como prometido, vamos a nossa já famosa listinha:

  • The Slap:

The Slap US

É uma série bem legal que levanta várias discussões: bater numa criança, traição envolvendo menor de idade, educação entre pais e filhos, relações na família. Na minha humilde opinião acho que o Harry foi errado em bater no Hugo, afinal o filho não é dele e não cabe a ele educar a criança alheia, fora que se a situação fosse invertida, Harry faria um escândalo ainda maior. Mas tem o contraponto, que Hugo é uma criança sem educação, rebelde e geniosa, se seus pais lhe dessem uma educação melhor nada disso aconteceria. Quanto ao Hector ter a vontade de ficar com Connie, uma adolescente de 18 anos e menor de idade (no EUA a maioridade legal é aos 21 anos) é explicada apenas pela crise dos 40, ele é um cara correto que está vivendo o momento “garotão”. Além do mais, o legal da série é que cada episódio é focado em um personagem diferente.

Conclusão: Vou continuar assistindo e ver no que vai dar, mas já andei lendo que a audiência da série não vai lá muito bem. De todo modo, ela vai pra aba do T e se for cancelada eu altero para as Já Vistas.

  • The Casual Vacancy:

The Casual Vacancy

Gostei bastante do roteiro da série, tanto em questão de diálogo quanto nos quesitos fotografia e interação com os atores. Justamente por não ler o livro, embora esteja familiarizada com a história, acho que a série está ganhando espaço.

Conclusão: Já vi a primeira temporada que é composta de apenas 3 episódios e estou aguardando a segunda season.  (Originalmente, o projeto é uma minissérie, mas a receptividade foi tão grande em relação à audiência e a crítica especializada, que a produção cogita fazer uma segunda temporada. Até que a BBC se pronuncie sobre isso, você pode encontrar mais informações no submenu Já Vistas.)

  • Cucumber e Banana:

bc

Vou falar dessas duas séries britânicas juntas porque elas são complemento uma da outra. Você não entenderá Cucumber se você não ver Banana e vice-e-versa. Gostei justamente por esse fato que embora a primeira seja para um público mais adulto e a segunda para uma audiência mais jovem, as duas séries convergem entre si e acaba ficando interessante o diálogo entre todos os personagens. Além do fato de Cucumber ser um pouco mais sombria que Banana. Para quem não gosta de séries do Reino Unido, vai achar o roteiro chato tanto de uma quanto a outra, mas eu gosto, então, rs.

Conclusão: Adorei o final da primeira temporada dos dois seriados e estou aguardando ansiosa para o início da segunda!

  • Younger:

Younger

O pouco tempo que Hillary Duff apareceu, já deu pra matar a saudade, gostei de algumas cenas, mas de modo geral achei o roteiro fraco.

Conclusão: Por isso, não seguirei assistindo a série.

  • Arthur e George:

Arthur And George

Já sabia que série uma minissérie de 3 episódios apenas. Gostei muito do roteiro e da fotografia, mas a ideia de colocar Arthur, criador de Sherlock Holmes como investigador foi demais. Adorei!!!

Conclusão: Como é uma minissérie feita apenas para ter poucos episódios, ela vai para o submenu Já Vistas.

  • The Royals:

The Royals

Por favor, amo séries britânicas, adoro os bastidores da história real e mesmo que seja fictícia, estou gostando bastante. Logo no primeiro episódio, pude identificar traços de Skins na personagem Eleanor.

Conclusão: Vou ver sim e torcer para não ser cancelada, acho que tem tudo pra dar certo. Em breve vocês encontram mais informações na aba T.

Anúncios
Imagem

Mal começou e já foi cancelada!!!

Galera, passando rapidinho só pra avisar que nova série de espionagem Allegiance já foi cancelada antes mesmo de ter seu sexto episódio no ar. O motivo? A baixíssima audiência!!! No horário ocupado pelo seriado da NBC, fica outra série relativamente nova, The Slap que também enfrenta os mesmos problemas.

Allegiance

A bruxa está a solta hein!!! E vocês, o que acham desse cancelamento? Já tinham se apegado à nova série?

Por hoje é só!!!

Até a próxima!!!

Imagem

E quanto mais série, melhor!!!!

Como prometido, aqui está o segundo post do dia!!!! Tadãããããã!!! Hahahaha, alouka, que eu devo ser a única que escreve essas onomatopeias e consegue ouvir o som alto e claro na mente, hahah. Mas vamos de mais séries?

  • The Man in the High Castle:

The Man in the High Castle

Adaptação da obra de Philip K. Dick, publicada em 1962. Dick é autor de várias obras que geraram adaptações no cinema, tais como Blade Runner, O Vingador do Futuro e Minority Report. Com produção de Ridley Scott, roteiro de Frank Spotnitz (Arquivo X) e a direção de David Semel (Legends, Madam Secretary), a história é situada em um universo no qual a Alemanha nazista e o Império japonês venceram a 2ª Guerra Mundial. Com a rendição americana e a destruição da população africana, o mundo vive um regime fascista. O ano é 1962, o Império japonês e o governo nazista vivem em guerra fria. Incapaz de governar em função dos efeitos provocados pela sífilis, Hitler é afastado do poder. Seu Chanceler, Martin Bormann, líder do partido nazista, se tornou o novo governante. Em nome do Terceiro Reich, Bormann planejava conquistar Marte e outras partes do sistema solar, mas sua morte leva seus possíveis sucessores, Joseph Goebbels, Reinhard Heydrich e Hermann Göring a uma acirrada disputa pelo comando da Alemanha, país que domina o mundo ocidental. No elenco estão Alexa Davalos (Mob City), Luke Kleintank (Pretty Little Liars), Rupert Evans (The Village), Cary-Hiroyuki Tagawa, Joel De La Fuente (Hemlock Grove), Rufus Sewell (Parade’s End, Eleventh Hour) e DJ Qualls (Z Nation), entre outros.

  • The Slap:

Todos os episódios repercutem um único acontecimento: um cara que bateu no filho de outra pessoa. Durante uma festa em família, Harry (Zachary Quinto) está cansado de ver uma criança enchendo o saco enquanto os pais não fazem nada. Ao esgotar a paciência, ele dá um tapa na criança e isso desencadeia uma grande disrupção familiar. O seriado traz ainda Uma Thurman (Kill Bill), Thandie Newton (À Procura da Felicidade), Peter Sarsgaard (Soldado Anônimo), Melissa George (30 Dias de Noite), Thomas Sadoski (The Newsroom) e Penn Badgley (Gossip Girl). A série foi gravada pela primeira vez em 2011, na Austrália e agora, reformulada pela NBC, a versão americana estreia nos EUA em 12 de fevereiro.