Imagem

Promessa é dívida: Review de The Slap, The Casual Vacancy, Cucumber, Banana, Younger, Arthur e George, The Royals

Olá queridas e queridos leitores, tudo bem com vocês? Conforme prometido, esse post é inteira e exclusivamente sobre as séries novas que eu falei que ia ver e fazer o review, então como prometido, vamos a nossa já famosa listinha:

  • The Slap:

The Slap US

É uma série bem legal que levanta várias discussões: bater numa criança, traição envolvendo menor de idade, educação entre pais e filhos, relações na família. Na minha humilde opinião acho que o Harry foi errado em bater no Hugo, afinal o filho não é dele e não cabe a ele educar a criança alheia, fora que se a situação fosse invertida, Harry faria um escândalo ainda maior. Mas tem o contraponto, que Hugo é uma criança sem educação, rebelde e geniosa, se seus pais lhe dessem uma educação melhor nada disso aconteceria. Quanto ao Hector ter a vontade de ficar com Connie, uma adolescente de 18 anos e menor de idade (no EUA a maioridade legal é aos 21 anos) é explicada apenas pela crise dos 40, ele é um cara correto que está vivendo o momento “garotão”. Além do mais, o legal da série é que cada episódio é focado em um personagem diferente.

Conclusão: Vou continuar assistindo e ver no que vai dar, mas já andei lendo que a audiência da série não vai lá muito bem. De todo modo, ela vai pra aba do T e se for cancelada eu altero para as Já Vistas.

  • The Casual Vacancy:

The Casual Vacancy

Gostei bastante do roteiro da série, tanto em questão de diálogo quanto nos quesitos fotografia e interação com os atores. Justamente por não ler o livro, embora esteja familiarizada com a história, acho que a série está ganhando espaço.

Conclusão: Já vi a primeira temporada que é composta de apenas 3 episódios e estou aguardando a segunda season.  (Originalmente, o projeto é uma minissérie, mas a receptividade foi tão grande em relação à audiência e a crítica especializada, que a produção cogita fazer uma segunda temporada. Até que a BBC se pronuncie sobre isso, você pode encontrar mais informações no submenu Já Vistas.)

  • Cucumber e Banana:

bc

Vou falar dessas duas séries britânicas juntas porque elas são complemento uma da outra. Você não entenderá Cucumber se você não ver Banana e vice-e-versa. Gostei justamente por esse fato que embora a primeira seja para um público mais adulto e a segunda para uma audiência mais jovem, as duas séries convergem entre si e acaba ficando interessante o diálogo entre todos os personagens. Além do fato de Cucumber ser um pouco mais sombria que Banana. Para quem não gosta de séries do Reino Unido, vai achar o roteiro chato tanto de uma quanto a outra, mas eu gosto, então, rs.

Conclusão: Adorei o final da primeira temporada dos dois seriados e estou aguardando ansiosa para o início da segunda!

  • Younger:

Younger

O pouco tempo que Hillary Duff apareceu, já deu pra matar a saudade, gostei de algumas cenas, mas de modo geral achei o roteiro fraco.

Conclusão: Por isso, não seguirei assistindo a série.

  • Arthur e George:

Arthur And George

Já sabia que série uma minissérie de 3 episódios apenas. Gostei muito do roteiro e da fotografia, mas a ideia de colocar Arthur, criador de Sherlock Holmes como investigador foi demais. Adorei!!!

Conclusão: Como é uma minissérie feita apenas para ter poucos episódios, ela vai para o submenu Já Vistas.

  • The Royals:

The Royals

Por favor, amo séries britânicas, adoro os bastidores da história real e mesmo que seja fictícia, estou gostando bastante. Logo no primeiro episódio, pude identificar traços de Skins na personagem Eleanor.

Conclusão: Vou ver sim e torcer para não ser cancelada, acho que tem tudo pra dar certo. Em breve vocês encontram mais informações na aba T.

Vídeo

Eba, eba, ebaaaa, sinto cheiro de série britânica nova no ar!!!

Olá queridas e queridos leitores!!! Eu sei que vocês já estão cansados de ler que eu amo o Reino Unido, seu sotaque, seus céus cinzentos, suas séries, suas literaturas, entre outras qualidades, #amouk, rs. A grande novidade desse sábado é a nova série britânica produzida pela Lionsgate e criada por Mark Schwahn (One Tree Hill), Brian Robbins e Joe Davola (One Tree Hill, Smallville), com roteiro de Schwahn.

The Royals

Série inspirada em Hamlet, de Willian Shakespeare, a história gira em torno de uma fictícia família da realeza britânica e a forma como ela se relaciona com o mundo das celebridades, corrompido pelo poder e pelo dinheiro. Depois que o Príncipe Robert, um monarca amado pelo povo, é acidentalmente morto durante seu treinamento militar, seu irmão, Príncipe Liam (William Moseley) se torna o próximo na linha de sucessão. Liam é apaixonado pela americana Ophelia (Haley Lo Richardson), filha do chefe de segurança da família real. Estudante de arte e história, Ophelia ajuda Liam a lidar com a perda do irmão e com o fato de que agora ele é o novo Rei da Inglaterra.
A relação de Ophelia com seu filho não agrada a Rainha Helena (Elizabeth Hurley). Ainda tentando lidar com a morte do filho, e passando por problemas em seu casamento com Simon (Vincent Regan), ela tenta impedir que o relacionamento de Liam e Ophelia se torne sério. Helena também é mãe da Princesa Eleanor (Alexandra Park), uma jovem que adora uma festa e desperta o interesse de Jasper (Tom Austen, de Jo), um dos guardas de segurança do Palácio.
No elenco também estão Jim Piddock (Family Tree), como Truman, mordomo da família real; Jake Maskall, Ukweli Roache Oliver Milburn.

Eu já estou baixando e assim que ver prometo que faço review dela aqui pra vocês.

Por hoje é só!!!

Até a próxima!!!