Vídeo

Que tal aproveitar esse feriado para fazer uma maratona e séries que acabaram de estrear?

Inhai, queridas e queridos, tudo bem? Eu sei, eu sei, alguns dias sem postar, mas estou preparando tudo para a mudança do blog… Me DESCULPEM por isso!!! Mas vamos ao que interessa? Vaaaaamos!!! Vamos de estreias de séries? Vaaaaaamos!!! Em especial, para seriados de assassinatos (R.I.P Hannibal)!

  • Ash vs Evil Dead:

Baseada no filme Evil Dead (Uma Noite Alucinante/A Morte do Demônio), de 1981. Ambientado 30 anos após o primeiro filme, Ash vs. Evil Dead vai acompanhar Ash (Bruce Campebell retorna para seu papel original), que passou as últimas três décadas evitando responsabilidades, maturidades e os terrores passados. Ele é forçado a enfrentar novamente seus demônios depois que uma praga Deadite ameaça destruir toda a humanidade.

  • Wicked City:

Cada temporada de Wicked City vai seguir um crime marcante da história de Los Angeles. A primeira vai abordar um caso de assassinato de 1982, no meio do cenário do rock and roll e drogas na Sunset Strip. Para resolver o caso, alianças entre detetives, jornalistas, traficantes e frequentadores de clubes serão formadas.

  • Jekyll & Hyde:

Inspirado no clássico de Robert Louis Stevenson, The Strange Case of Dr. Jekyll and Mr. Hyde. Situada em Londres na década de 1930, a história apresenta o neto do Dr. Robert Jekyll. Vivendo com os pais adotivos na Índia, Jekyll é um jovem atraente, sensível e com um alto nível moral. No entanto, ele tenta desesperadamente descobrir a verdadeira história de sua família e a origem de sua maldição. Em momentos de estrema raiva, estresse e perigo, ele se transforma em Hyde, um homem confiante e sem medo de se arriscar, que gosta de viver no limite sem se importar com as consequências. Mas sua natureza autodestrutiva sempre o leva a se meter em encrencas. O pai adotivo de Jekyll, o Dr. Vishal Najaran , tenta controlar Hyde medicando o filho. Mas a criatura que existe dentro do rapaz se torna cada.

Alguém animado com essas estreias de séries? Por mim eu via tudo, mas eu já tenho série demais na minha lista e ainda estou esperando algumas que só serão lançadas ano que vem. O.M.F.G, como administrar 24 horas pra tanto seriado? Como vocês fazem?

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde

Anúncios
Vídeo

Segundas intenções ganha uma série depois de 16 anos do lançamento do filme!

Inhai queridas e queridos!!! Tudo bem? Que saudade de vocês!!!! Eu sei que 4 dias é muita coisa pra ficar sem postar no blog… Foi um final de semana intenso pois estou preparando algumas surpresas para o Me Identifiquei!!! Acontece que por causa de algumas mudanças, o blog vai ficar fora do ar por um tempo para mudanças na plataforma, mas vocês poderão acompanhar tudo aqui na fanpage, no  Instagram e no meu canal.

Mas enquanto isso não acontece, vamos de notícias boas!!! Como vocês leram no título, o filme Segundas Intenções vai ganhar uma história no mundo das séries pelo canal NBC. Na história do longa de 1999 que se passa em Manhattan, Kathryn Merteuil (Sarah Michelle Gellar) e Sebastian Valmont (Ryan Phillippe), pertencem a uma rica família e vivem como irmãos, desde o casamento do seus pais. Ele tem a fama de ser um incrível sedutor e gosta de manter tal reputação, enquanto que Kathryn, apesar de ser ainda mais amoral que ele, prefere fazer o gênero da jovem boa e comportada. Quando seu namorado a troca pela inocente Cecile Caldwell (Selma Blair), Kathryn decide se vingar e desafia Sebastian a um jogo, em que ele teria que seduzir e acabar com a reputação de Cecile. Sebastian por sua vez propõe mais um desafio: deflorar a bela e virgem filha do diretor, Annette Hargrove (Reese Whisterpoon). Kathryn termina lhe propondo um novo jogo: se ele não conseguir levar Annette para a cama até o final do verão, seu carro, um magnífico Jaguar 56, será dela. Mas, se vencer, poderá fazer o que quiser na cama com a única mulher que não pode possuir: ela mesma.

Na série, Cruel Intentions a história vai focar em Bash Casey, o filho dos personagens Sebastian e Annette e vai se passar nos dias atuais. Acontece que Bash encontra o jornal de seu falecido pai e conhece o legado da família ,que até então ele não sabia que existia. Em busca de respostas , ele troca a educação na sua pequena cidade do Kansas para uma bolsa de estudos na prestigiosa Academia Preparatória Brighton em San Francisco e logo encontra-se em um mundo de sexo, dinheiro , poder e corrupção que ele nunca poderia ter imaginado.

cruel intentions

O projeto é assinado pelo diretor do filme Roger Kumble e dos produtores  Neal H. Moritz, Lindsey Rosin e Jordan Ross, esses dois que também são responsáveis pelo musical que estreou em Los Angeles,  Unauthorized Musical Parody Of Cruel Intentions. Por enquanto, não há informações de quando o seriado será produzindo ou quem será o ator escolhido para dar vida ao Bash… Alguém querendo muito assistir essa série que tenho certeza A-B-S-O-L-U-T-A que vai dar o que falar? Hahaha…

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde outubro rosa

Vídeo

The Last Kingdom, nova série sobre Vikings!

Inhai queridas queridos, tudo bem? Tem série nova por aqui!!! Iebaaaaa!!! Gente, chorando na hora de gerenciar meu tempo… Como fazer para ter trabalho, vida social, amigos, família, séries e filmes numa mesma vida? Mas voltando ao seriado novo… The Last Kingdom é uma adaptação de Stephen Butchard da obra de Bernard Cornwell, Crônicas Saxônicas e é situada no ano de 872 e apresenta as invasões vikings em território hoje conhecido como Inglaterra… Hmmm, se interessou? Então continua lendo, rs.

the last kingdom

Wessex, sob o comando do Rei Alfredo (David Dawson), o Grande, é o único reino que resiste aos ataques. A história acompanha o jovem Uhtred (Alexander Dreymon), um nobre que perde o pai em um dos ataques vikings. Levado e criado por eles, Uhtred cresce e se torna um guerreiro. Mais tarde, parte com a missão de conquistar as terras onde nasceu. Enquanto isso, o Rei Alfredo enfrenta problemas políticos e religiosos em seu desejo de unificar os reinos e transformá-lo no que hoje é a Inglaterra.

A primeira temporada de The Last Kingdom  tem oito episódios produzidos pela Carnival Films, empresa do grupo Universal e distribuído pela BBC America e já estreou por aqui em terrinhas brasileiras… Para baixar pela Internet, claro, rs. E ai, alguém curiosa (o) com esse novo seriado? Eu lindamente que vou baixar, vou ver e vou fazer uma review pra vocês, pode deixar, rs.

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde outubro rosa

Vídeo

Fall Season, suas séries estreantes e suas resenhas!!!

Inhai queridas e queridos leitores, tudo bem? Ontem eu postei os lançamentos dos filmes no cinema, certo? Então pra quem tá com a grana curta, ou não tem paciência de ficar na fila pra comprar ingresso pode aproveitar o final de semana de outro jeito! Sabe como? Sabe como? Fazendo maratona das séries que acabaram de estrear, L-Ó-G-I-C-O!!! E o melhor de tudo, todas elas tem resenhas pra vocês!!! Vamos a nossa listinha tão famosa do blog? Vamos!!!

Já vou

  • Code Black:

Na história, quatro jovens médicos acabam de se unir à equipe de Pronto Socorro de um hospital em Los Angeles, o LA County Hospital. Lutando contra os problemas do sistema, eles tentam manter seus ideais intactos e ajudar seus pacientes. O título refere-se a um código utilizado nas salas de emergências quando um hospital está sobrecarregado de pacientes, sem chances de atender a todos.

Review: Nossa, parecia que estava vendo uma mistura de House, ER e Saving Hope… Tem drama, tem comédia, tem ironia, tem preocupação, atores maravilhosos, casos intrigantes e o melhor… Muito, mas muito sangue… Afinal não seria um seriado médico se não tivesse sangue, correto. Super indico essa série porque além de tudo, é bem rápida, não no sentido do tempo, pois tem duração de 43 minutos, mas no sentido de roteiro. Tudo acontece muito rápido… óbvio que vai entrar pra minha lista de séries, né? Como se eu não gostasse de séries médicas, haha…

  • Scream Queens:

A Universidade Wallace é abalada por uma série de assassinatos. A Kappa House, a fraternidade mais cobiçada do campus, é governada com mão de ferro (e luva cor-de-rosa) por sua Rainha Bitch Chanel Oberlin (Emma Roberts).
Quando a ex-Kappa Reitoria Munsch (Jamie Lee Curtis) decreta que todos os alunos do campus podem se inscrever para participar da fraternidade, a universidade vira um inferno, como um assassino vestido de diabo causando estragos, fazendo uma vítima a cada episódio.

Review: É uma série engraçada. Por vários motivos. Primeiro porque me lembra aqueles seriados dos anos 80 e 90, segundo porque é um humor negro onde não existe o politicamente correto, terceiro porque parece aqueles filmes dos anos 90 que sacaneavam filmes de terror, entende? Mais uma vez, Ryan Murphy cria algo inusitado e divertido ao mesmo tempo.

  • Blindspost:

Conta a história de um agente do FBI que, misteriosamente, se vê em meio a uma conspiração. A história começa quando uma pessoa, completamente sem memória, é encontrada nua no meio da Times Square, em Nova York, com o corpo coberto de tatuagens recentes. E uma dessas tatuagens é o nome do agente.

Review: Vocês já sabem que tenho uma enoooorme queda por séries policiais, certo? Então, Blindspot me convenceu no minuto em que ela descobre que sabe várias coisas, mas não sabe como ela sabe. O roteiro é bem estruturado e em alguns momentos me lembra um pouco de The Blacklist. Se vai pra minha lista? Óbvio, né? Rs

  • Limitless:

Brian Sinclair (Jake McDorman) tem contato com a droga revolucionária NZT, que lhe possibilita usar 100% do seu cérebro. Suas novas habilidades cognitivas chamam a atenção do FBI, que o recruta para resolver casos complexos ao lado da agente especial Rebecca Harris (Jennifer Carpenter). Sob efeito da droga, Brian Sinclair consegue um repentino sucesso financeiro e social, mas logo seu cérebro parece lhe enganar.

Review: Eu vi o filme e pra mim foi do tipo tanto faz como tanto fez, mas estou achando a série intrigante, especialmente por ter a participação recorrente de Bradley Cooper, o Eddie Morra, personagem principal do longa. Não está entre as minhas preferidas das que estrearam, mas vou dar um voto de confiança ao longo dos episódios, no estilo, vai que…

  • Heroes Reborn

Heroes retorna em uma minissérie de 13 capítulos. Os eventos começarão um ano após um ataque terrorista em Odessa, Texas. Esse ataque destruiu a cidade, e o governo culpou as pessoas com poderes extraordinários. Após isso, eles tiveram que viver escondidos para escapar dos mal intencionados. Dois heróis dessa nova temporada incluem Luke (Zachary Levi) e Joanne (Judith Shekoni). Eles perderam alguém importante nesse trágico evento, e buscam vingança.

Review: Só posso falar três coisas: Minha adolescência agradece! O episódio 00 achei bem aparado e foi no estilo de gravação que detesto, câmera suja, isto é, gravado com uma câmera sem tripé e também é conhecido como Falso Documentário ou Mocumentário ou Found Footage. Mas os próximos três episódios me remontou a uma época que não era tão fácil assim baixar as séries… Gostei muito de como os personagens novos foram apresentados e adorei a ideia de trazer alguns das temporadas passadas. Espero muito que essa season seja boa e que seja renovada!

  • Impastor:

Buddy Dobbs (Michael Rosenbaum) é um apostador que gosta de fumar maconha e se meteu em problemas quando pegou dinheiro emprestado com um agiota e, para fugir, rouba a identidade de um homem e acaba se passando por um pastor gay em uma pequena cidade nos Estados Unidos. Apesar do ímpeto de fugir com o dinheiro do pastor, Buddy tem um ataque de consciência quando percebe que as pessoas dali realmente gostam dele – e ele começa a gostar delas também.

Review: Ela não é uma estreia de Fall Season… Na verdade, ela estreou há um mês e a sua primeira temporada já chegou ao fim! Ela é um sitcom com 10 episódios. Quando comecei a assistir, eu pensei comigo, vou desistir logo.. Mas o Buddy foi me conquistando… É uma série leve, engraçada que trata de assuntos do cotidiano de forma natural, como homossexualismo, castidade até o casamento, vício de jogos. Enfim, é uma série leve que ajudou a passar o tempo enquanto as séries não voltavam. Super indico justamente por ser um seriado bem levinho!

Bem, galera, espero que vocês tenham gostado das minhas resenhas ao ponto de ficarem curiosos e baixarem as séries que estou indicando. Depois conta aqui nos comentários o que vocês acharam!

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde

Vídeo

Série que critica o conceito de séries reality show estreia e já tem trailer!

Inhai queridas e queridos leitores, tudo bem? Tem muito tempo que não posto estreia de série aqui, né? Então podem ficar felizes, hoje tem!!! E gostei muito do roteiro, do trailer e da ideia. Estão ficando curiosas (os)?

unreal

Nos bastidores de um programa de TV sobre namoro, Rachel (Shiri Appleby) é a assistente de palco responsável por manipular as ações e reações dos participantes, para dar à atração a vitalidade e o drama que a produção deseja. UnREAL aborda, de maneira bem humorada, um olhar crítico sobre a rotina de programas televisivos não roteirizados. Nesta realidade, participar como competidor pode até ser viciante, mas produzir faz parte de uma realidade completamente diferente.

Pode deixar que eu verei os episódios e farei uma review especial pra vocês, mas já dá pra saber que isso é uma crítica a esses realities shows no estilo The Bachelor.

Um beijo dessa que vos escreve,

IMG_1722

Vídeo

Maratona de novas séries com direito a resenha básica: de Stichers a The Ballers!

Inhai queridas e queridos leitores, tudo bem? Então, lembram que comentei com vocês que o mês de julho trouxe vááááárias séries novas? Então eu assisti a alguns episódios de algumas séries e venho falar o que eu achei!!! Assim vocês aproveitam e fazem uma maratona de séries e vêem se temos os mesmos gostos ou opiniões diferentes! Vamos a já famosa lista aqui do blog? Vaaaaaamos!!!

  • The Ballers:

Trata-se de uma dramédia que acompanha a rotina de vários atletas, tanto aposentados quanto aqueles que ainda estão na ativa, vivendo em Miami. Arielle Kebbel terá participação recorrente interpretando Tracy, uma jornalista esportiva que se envolve com o ex-atleta Spencer (Dwayne Johnson, conhecido como The Rock).

Review: Gostei bastante do estilo, é uma série que aborda realmente a vida desses jogadores tanto para o lado positivo, quando eles se esforçam pra treinar, quando ficam lesionados, quando se aposentam e para o negativo, quando festejam demais, traem suas esposas, bebem demais, se drogam, faltam treinos. A gente já teve filme falando sobre isso, mas não uma série, o que torna mais legal ainda. Fora que a trilha sonora está muito boa e tem o Dwayne como um dos atores principais. Para vocês terem uma ideia, a série é tão boa, que mesmo estando no início de sua primeira temporada, já foi confirmada uma segunda season, tanto que a atriz Arielle Kebbel, que também está na série e já fez participação especial em The Vampire Diares, confirmou essa notícia através de sua conta no Instagram.

Opinião Final: Vou continuar assistindo e ver no que vai ser essa primeira temporada.

  • Stichers:

Uma jovem é recrutada por uma agência secreta do governo para ser “conectada” às mentes de pessoas falecidas recentemente, a fim de usar suas memórias para investigar assassinatos.

Review: Embora o roteiro seja bem viajado, tenho gostado bastante do suspense que ronda a morte de Ed, pai adotivo de baba, personagem central da história. E como vocês já estão cansados de saber, eu adoro uma série policial que envolvam inteligências secretas e teorias para o bem da segurança nacional. Bhaha pode até parecer um robô a principio, mas tenho certeza que isso é proposital, afinal ela não consegue expressar sentimentos, tanto que ao longo dos episódios, ela vai se soltando e se humanizando um pouco mais.

Opinião Final: Já estou acompanhando a série fielmente e espero que dure pelo menos mais duas temporadas!

  • The Astronaut Wives Club:

A história é situada na década de 1960 e acompanha a vida das esposas dos astronautas que trabalham na NASA, durante o período da corrida espacial. Entre elas, Betty Grissom (JoAnna Garcia Swisher, de Animal Practice e Better With You), esposa de Gus (Joel Johnstone, de Getting On US), com quem tem um filho que ela criou sozinha enquanto o marido estava na guerra. Apavorada com a possibilidade de que Gus possa morrer durante a realização de suas missões no espaço, Betty se torna uma pessoa nervosa; Annie (Azure Parsons, de Salem), esposa do astronauta John Glenn (Sam Reid). Os dois se conheceram quando ainda eram crianças, época em que tocavam na banda da escola; Jo (Zoe Boyle, de Breathless, Downton Abbey), esposa de Wally Schirra (Aaron McCusker, de Fortitude e Shameless UK), o quinto astronauta americano a ser enviado ao espaço; Trudy (Odette Annable, de House), esposa de Leroy Gordon Cooper Jr. (Brett Harrison, de Reaper e Breaking In), mais conhecido como Gordon Cooper. Piloto habilitada, Trudy é uma mulher que sonha em seguir uma carreira e não ser apenas a esposa de alguém; Marjorie Lunney (Erin Cummings, de Spartacus), mais conhecida como Marge, a mulher de Deke Slayton (Kenneth Mitchell, de Jericho e Switched at Birth) que se torna a responsável por manter as demais esposas unidas diante das incertezas do futuro; Louise (Dominique McElligott, de Hell on Wheels), esposa de Alan Shepard (Desmond Harrington, de Dexter), o primeiro americano no espaço; e Rene (Yvonne Strahovski, de Chuck, Dexter, 24 Horas), mulher que se interessa por política e os direitos civis, casada com Scott Carpenter (Wilson Bethel, de Hart of Dixie), com quem tem quatro filhos.

Review: Adorei o roteiro e a ideia de mostrar o papel das mulheres nas vidas desses homens e fazer valer o ditado que “atrás de um grande homem, há sempre uma grande mulher”. É um roteiro novo, duas coisas que não temos o hábito de ver: séries que se passam nos anos 50/60 e que mostrem a perspectiva feminina sobre determinado acontecimento. Além do mais, a escolha do elenco está sensacional, a fotografia está de parabéns e as doses de humor misturas as doses de drama estão na medida certa.

Opinião Final: Como gostei muito desses primeiros episódios, vou continuar assistindo e espero que tenha pelo menos mais uma temporada.

  • Scream:

O que começou como um vídeo viral no Youtube, logo se torna um problema para os adolescentes de Lakewood e serve de catalisador para o assassinato que abre a janela de problemas passados da cidade.

Review: A ideia é a mesma, um perturbado stalker que liga para a mulher que ele quer atentar o juízo, mas os personagens são um pouco mais diferentes. A clássica história que se passam uns anos e a personagem tem uma filha e a filha passa a ser assediada pelos fantasmas do passado da mãe. Isso nem é novidade e nem me chamou atenção, mas gostei bastante para chamar atenção do cyberbulling e as consequências que o uso excessivo da Internet e das redes sociais trazem para a vida desses adolescentes.

Opinião Final: Como gostei muito desse aspecto da geração Z com o uso das redes sociais, vou continuar assistindo. Pelo menos de quebra, ainda vejo um maníaco atacando, haha. Calma não sou louca, mas gostei da homenagem que fizeram a saga do filme Pânico que marcou a minha geração.

Deixe aqui nos comentários quais as séries que você vai assistir ou jpa assistiu e qual sua opinião sobre ela!!!

Um beijo dessa que vos escreve,

IMG_1722

Vídeo

Muitas estreias de séries!!!

Inhai queridas e queridos leitores, tudo bem com vocês? Tem muito tempo que não posto sobre as estreias de séries, né? Então se prepara porque a lista é grande!!!! A-D-O-R-O!!! E enquanto as nossas séries queridas não voltam, que tal tentar um seriado novo? Ah, posso adiantar que já vi um episódio de algumas séries e essa semana ainda vai ter review!!!

séries

  • Scream:

O que começou como um vídeo viral no YoutTube, logo se torna um problema para os adolescentes de Lakewood e serve de catalisador para o assassinato que abre a janela de problemas passados da cidade.

  • ZOO:

Na história, Jackson Oz (James Wolk, de Crazy Ones) é um zoologista que trabalha na África, onde percebe um estranho comportamento nos animais de diferentes espécies da região, que começam a atacar as pessoas sem qualquer provocação aparente. Em pouco tempo, os ataques se tornam mais constantes e coordenados, chegando a ocorrer em outras cidades do mundo. Encarregado de desvendar o mistério, Jackson corre contra o tempo para evitar que a humanidade seja destruída. No elenco também estão Nora Arnezeder como Chloe Tousignant, uma investigadora francesa que conhece Oz durante um safári; Nonso Anozie (Game of Thrones, Drácula) como Abraham, um guia de safáris com um profundo conhecimento sobre a vida selvagem; Billy Burke (Revolution) como Mitch, um veterinário que prefere a companhia dos animais a dos humanos; Kristen Connolly (House of Cards) como Jamie, uma jornalista que está determinada a descobrir as razões pelas quais os animais estão se voltando contra os homens; Geoff Stults (The Finder, Enlisted) como Ben Shafer, um agente do FBI que investiga os ataques dos animais utilizando métodos questionáveis; e Carl Lumbly (M.A.N.T.I.S., Alias, The Returned) como Delavane, um agente veterano da Interpol.

  • KillJoys:

A história acompanha três caçadores de recompensas intergaláticos. Os habitantes do planeta Qresh colonizaram três luas, bem como outros planetas, formando uma sociedade interplanetária conhecida como Quad. Neste meio atuam os Killjoys, caçadores de recompensas que devem seguir regras rigorosas quando realizam suas missões. Uma dessas regras estipula que os Killjoys não podem tomar partido pessoal ou político quando estão perseguindo os criminosos. Porém, uma caçada inesperada os coloca em meio a uma eminente guerra sangrenta.

  • Dark Matter:

Uma tripulação de seis pessoas desperta de estase em uma nave espacial abandonada nos confins do espaço. Sem memórias, eles não têm nenhuma lembrança de quem são ou como chegaram a bordo. A única pista sobre suas identidades é um compartimento de carga cheio de armas e um destino: uma colônia de mineração remota que está prestes a se tornar uma zona de guerra. Sem a menor idéia de que lado estão neste conflito, eles encaram uma decisão mortal. Será que esses amnésicos virarão as costas à história, ou será que seus passados irão alcançá-los?

  • Complications:

John Eliis, um médico de pronto socorro do subúrbio, que tem sua existência transformada quando ele intervem em um tiroteio, salvando a vida de um garotinho e matando um dos agressores. Quando descobre que o garoto ainda está marcado para morrer, ele se sente obrigado a salvá-lo a qualquer custo e descobre que sua vida e sua perspectiva sobre a medicina podem nunca mais serem as mesmas.

  • Mr Robot:

Criada por Sam Esmail, Steve Golin (True Detective) e Chad Hamilton, a história acompanha a vida de Elliot (Rami Malek, de The Pacific), um jovem programador que sofre de uma desordem que o torna anti-social. Acreditando que a única forma de se conectar com as pessoas é hackeando suas vidas, ele alia seu conhecimento ao fato de trabalhar em uma empresa de segurança online para proteger aqueles que ele ama daqueles que tentam, de alguma forma, prejudicá-los. Suas atividades chamam a atenção de Mr. Robot (Christian Slater, de Mind Games), um misterioso anarquista que convida Elliot a fazer parte de uma organização que atua na ilegalidade com o objetivo de derrubar as corporações americanas.

  • The Brink:

Esta é uma comédia política de humor negro sobre como uma crise geopolítica afeta a vida de três homens completamente diferentes e desesperados que tentam evitar a 3ª Guerra Mundial. Um deles é Walter Hollander (Tim Robbins, de The Spoils of Babylon), Secretário de Estado, um homem ambicioso que não tem muita paciência para lidar com reuniões; o outro é Alex Coppins (Jack Black), um humilde e honesto funcionário do serviço diplomático; e o terceiro é Zeke Callahan (Pablo Schreiber, de Orange Is The New Black), um piloto de caça da Marinha.

  • The Whispers:

Uma força invisível está fazendo as crianças atuarem em favor de sua causa. Quando centenas de crianças em Washington D.C. começam a falar sobre o amigo imaginário Drill, o que os pais não sabem é que Drill não é tão imaginário assim, e capaz de induzir as crianças a brincarem com um jogo perigoso, e com consequências bastante reais. Lily Rabe (de “American Horror Story”) é a protagonista, com Barry Sloane (o Aiden de “Revenge”) e Milo Ventimiglia (o Peter de “Heroes”) também no elenco. 13 episódios foram encomendados para a primeira temporada.

  • Humans:

A história é situada em um período em que robôs, conhecidos como Synth, convivem com seres humanos. Sustentando uma aparência humana, eles servem as pessoas realizando trabalhos de risco ou domésticos também como acompanhantes de idosos ou parceiros sexuais de solitários. Preocupados com a segurança pública e com a penetração que os Synth vêm conquistando na sociedade, grupos se manifestam contra sua fabricação. Com a esperança de transformar a forma como vivem, uma família do subúrbio adquire um sintético para a casa, mas acabam descobrindo que compartilhar a rotina com uma máquina pode trazer sérias consequências.
Humans é uma adaptação da série sueca Real Humans, e traz no elenco os atores William Hurt (Damages), Katherine Parkinson (The IT Crowd, The Honourable Woman), Tom Goodman-Hill (Mr Selfridge), Colin Morgan (Merlin, The Fall), Rebecca Front, Neil Maskell e Gemma Chan.

  • DEUTSCHLAND 83:

DEUTSCHLAND 83 utiliza de pano de fundo os eventos reais, tanto políticos quanto culturais, da Alemanha na Guerra Fria durante a década de 80. O drama segue um Alemão Oriental de 24 anos que é retirado do mundo que conhece e enviado como espião da polícia secreta – Stasi. Escondendo-se à vista em meio ao exército da Alemanha Ocidental, ele precisa descobrir informações secretas da OTAN.
Todos guardam segredos, sejam políticos ou pessoais.

  • Clipped:

A história gira em torno de um grupo de amigos que seguiu cada um sua vida quando finalizaram a fase escolar. Seus sonhos não se tornaram realidade e eles foram obrigados a voltar a morar em Charlestown. Agora eles trabalham em uma barbearia de propriedade de Buzzy (George Wendt, de Cheers), um sujeito boa praça que adora conversar. Seu único problema é ser um jogador inveterado. O grupo de amigos é formado pela recepcionista Joy (Lauren Lapkus, de Orange Is the New Black), uma eterna otimista; Danni (Ashley Tisdale, de Hellcats), Ben (Ryan Pinkston, de Tower Prep), Mo (Matt Cook), A.J. Salermo (Mike Castle) e Charmaine (Diona Reasonover).

  • Ballers:

Trata-se de uma dramédia que acompanha a rotina de vários atletas, tanto aposentados quanto aqueles que ainda estão na ativa, vivendo em Miami. Arielle Kebbel terá participação recorrente interpretando Tracy, uma jornalista esportiva que se envolve com o ex-atleta Spencer (Dwayne Johnson, conhecido como The Rock).

  • The Astronaut Wives Club:

A história é situada na década de 1960 e acompanha a vida das esposas dos astronautas que trabalham na NASA, durante o período da corrida espacial.
Entre elas, Betty Grissom (JoAnna Garcia Swisher, de Animal Practice e Better With You), esposa de Gus (Joel Johnstone, de Getting On US), com quem tem um filho que ela criou sozinha enquanto o marido estava na guerra. Apavorada com a possibilidade de que Gus possa morrer durante a realização de suas missões no espaço, Betty se torna uma pessoa nervosa; Annie (Azure Parsons, de Salem), esposa do astronauta John Glenn (Sam Reid). Os dois se conheceram quando ainda eram crianças, época em que tocavam na banda da escola; Jo (Zoe Boyle, de Breathless, Downton Abbey), esposa de Wally Schirra (Aaron McCusker, de Fortitude e Shameless UK), o quinto astronauta americano a ser enviado ao espaço; Trudy (Odette Annable, de House), esposa de Leroy Gordon Cooper Jr. (Brett Harrison, de Reaper e Breaking In), mais conhecido como Gordon Cooper. Piloto habilitada, Trudy é uma mulher que sonha em seguir uma carreira e não ser apenas a esposa de alguém; Marjorie Lunney (Erin Cummings, de Spartacus), mais conhecida como Marge, a mulher de Deke Slayton (Kenneth Mitchell, de Jericho e Switched at Birth) que se torna a responsável por manter as demais esposas unidas diante das incertezas do futuro; Louise (Dominique McElligott, de Hell on Wheels), esposa de Alan Shepard (Desmond Harrington, de Dexter), o primeiro americano no espaço; e Rene (Yvonne Strahovski, de Chuck, Dexter, 24 Horas), mulher que se interessa por política e os direitos civis, casada com Scott Carpenter (Wilson Bethel, de Hart of Dixie), com quem tem quatro filhos.

Quanta série, né? Confesso que tenho receio de algumas não durarem uma temporada completa e outras que tenho certeza que vai ter muito sucesso

Vídeo

E que tal fazer maratona de séries novas?

Olá queridas e queridos leitores, tudo bem? Hoje é o dia oficial da preguiça. Que tal aproveitar para fazer uma maratona com as séries que estrearam no final de abril e começo de maio? Não sabe quais são? Pode deixar, que eu fiz aquela listinha básica e já famosa aqui no blog pra vocês!

  • Olympus:

A série é criada por Nick Willing (Alice, Tin Man e Neverland) e Robert Halmi Sr. A história é situada em um mundo onde Deuses e monstros existem e acompanha as aventuras de um jovem inexperiente que, ao longo da série, passa por diversas experiências antes de se tornar um guerreiro, líder implacável de um grupo de humanos que enfrenta os Deuses.

  • The Messegers:

No deserto do Novo México, a cientista Vera Ivanov assiste com fascinação a chegada de um misterioso objeto que cai na Terra e explode, enviando uma onda de choque que brevemente para seu coração. No entanto, Vera não é a única afetada: ela está instantaneamente conectada com outros quatro estranhos, que também sofreram um colapso e voltaram milagrosamente à vida horas depois. O grupo de estranhos pode ser a única esperança para prevenir o iminente arrebatamento — ou causá-lo.

  • Poldark:

Poldark é a nova versão da BBC para a obra de Winston Graham, publicada entre 1945 e 2002. Adaptada por Debbie Horsfield (All the Small Things), a série tem oito episódios produzidos. Quando Ross Poldark (Aidan Turner) retorna dos campos de batalha da guerra civil americana, ele descobre que o pai faleceu, a mina de estanho que sustentava a família fechou, a casa está em ruínas e sua esposa Elizabeth (Heida Reed), que achava que Ross tinha morrido, está noiva de seu primo, Francis Poldark (Kyle Solder). Ross, um homem autoritário mas com um forte senso de justiça, se casa com Demelza (Eleanor Tomlinson), uma criada, com quem tenta iniciar uma nova vida.

  • One Big Happy:

Lizzy (Elisha Cuthbert) e Luke (Nick Zano) são dois melhores amigos. Ela é lésbica e ele, heterossexual. Quando crianças, os pais de ambos estavam se divorciando, e Lizzy e Luke se tornaram amigos e têm se apoiado desde então. Agora, crescidos e ainda solteiros, eles decidiram começar uma família, mas não da maneira tradicional: através da intervenção de um médico. Após mais uma tentativa falha, eles vão a um bar, e é onde Luke conhece Prudence (Kelly Brook), e os dois logo se dão bem, e passam todo o tempo juntos. Quando Lizzy descobre que conseguiu engravidar, Luke dá a notícia de que ele e Prudence se casaram. É aí que uma família bem diferente nasce.

E ai ficaram com vontade de fazer maratona?

Até a próxima!!!

Nota

E quem quer ver série nova por aqui?

Olá queridas e queridos leitores, como vocês estão nesse domingo? Vamos falar de coisa boa? Vamos falar da nova TEKPIX? Hahaha, alouka, ressuscitando coisas velhas. Eu sou carioca com muito orgulho e com muito amor e parabenizo minha cidade pelos 450 anos completados hoje. Enfim, tem mais estréias de séries e regresso dos nossos seriados queridos, vamos pra listinha?

  • Once Upon a Time (regressa do hiatus, ABC) – 1 de março
  • The Last Man on Earth (estreia, Fox) – 1 de março
  • Secrets & Lies (estreia, ABC) – 1 de março
  • Battle Creek (estreia, CBS) – 1 de março
  • Madam Secretary (regresso do hiatus, CBS) – 1 de março
  • The Following (3ª temporada, Fox) – 2 de março
  • Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. (regressa do h.i.a.t.u.s., ABC) – 3 de março
  • CSI: Cyber (estreia, CBS) – 4 de março
  • Dig (estreia, USA Network) – 5 de março
  • American Crime (estreia, ABC) – 5 de março
  • The Royals (estreia, E!) – 15 de março
  • Undateable (2ª temporada, NBC) – 17 de março
  • One Big Happy (estreia, NBC) – 17 de março
  • Bones (regressa do hiatus, Fox) – 26 de março
  • Call the Midwife (4ª temporada, PBS) – 29 de março
  • Weird Loners (estreia, Fox) – 31 de março
  • The Dovekeepers (estreia, CBS) –  31 de março
  • Younger (estreia, TVLand) – 31 de março

Até a próxima!!!

Deixe aqui embaixo nos comentários sugestões ou críticas. Não sejam tímidos, eu quero melhorar o blog tanto para mim quanto para vocês!

Facebook_Logo /blogmeidentifiquei

instagram @me-identifiquei

 

Imagem

Review de Agent Carter, Galavant, Empire e Eye Candy

Bom dia queridas e queridos leitores, tudo bem com vocês? Estão aproveitando o final de semana? Espero que sim!!!

Como prometido, o post de hoje vai ser sobre os reviews das seguintes séries:

  • Agent Carter:

Agent Carter

Já tinha dado minha opinião sobre essa série, apenas vou reforçar que estou achando um máximo!

Conclusão: Eu vou continuar assistindo e óbvio que vai pra lista do A!

  • Galavant:

Galavant

Parece que estou assistindo um live action de algum conto da Disney, hahaha. A série é bobinha, mas o roteiro é muito bom, especialmente as canções. A fotografia é perfeita, estou encantada com as cenas externas, fora que o Rei Richard, o antagonista da série, acaba aos poucos se tornando mais um incompreendido que um rei malvado. E embora tenha gostado muito da série não acredito que ela tenha um futuro brilhante a frente, será sorte se chegar a segunda temporada. Mas vamos lá, audiência lá nos EUA sempre surpreendem, o jeito é aguardar!

Conclusão: Eu vou continuar assistindo e óbvio que vai pra lista do G!

  • Empire:

Empire

Genteeee, adorei esse primeiro episódio, as músicas são ótimas (e olha que não sou muito chegada a Hip Hop), o roteiro muito bem estruturado e interpretações magnificas, sem falar claro no sotaque e nas gírias dos niggas!!! Acho que essa série vai emplacar pelo menos 3 temporadas se não mais!!!

Conclusão: Eu vou continuar assistindo e fato que vai pra lista do E!

  • Eye Candy:

Eye Candy

Preciso confessar algo, antes mesmo de assistir Eye Candy já tinha falado para mim mesmo que não iria acompanhar a série, por motivos de já ter muita série para acompanhar. Mas depois desse primeiro episódio eletrizante e desse teaser para a temporada, estou louca para ver os próximos “capítulos”. Roteiro bom, trilha sonora maravilhosa, o que já é de se esperar da MTV.

Conclusão: Fato que vou assistir, né? Fato que vai pra listinha na página E!

Enfim, por hoje é só!!!

Até a próxima!!!

Ah, vocês já participaram da enquete respondendo qual a sua série favorita? Não?

Clique aqui e veja a lista dos seriados!!! Conto com a ajuda de todos  porque através do resultado dela, vocês terão uma enorme surpresa!!! Por isso não deixem de participar!!!

Deixe aqui embaixo nos comentários sugestões, críticas e o nome da sua série favorita!

Facebook_Logo /blogmeidentifiquei

instagram @me-identifiquei