Vídeo

God Save the Queen and the Music!

Olá queridas e queridos leitores! Hoje o post vai ser os amantes da música. Especialmente sobre a banda britânica Queen! Na verdade, o post de hoje é pra contar pra vocês em detalhes a um espetáculo que fui ontem em homenagem ao Queen no Teatro Bradesco, no VillageMall, no Rio.

O espetáculo God Save the Queen foi considerado pela Revista Rolling Stones o mais fiel e conta com uma produção toda argentina. Siiiim, a banda cover foi formada em 1998 e  é composta por Pablo Padin (vocal), Francisco Calgaro (guitarra), Ezeguiel Tibaldo (baixo) e Matias Albornoz (bateria), todos naturais da Argentina.

The Show Must Go On – God Save the Queen começou um pouco atrasado, mas já chegou arrasando nos vocais e na bateria. Pudemos presenciar um Freddy Mercury numa versão mais baixinha, mas com os mesmos trejeitos e expressões corporais do verdadeiro.O que realmente impressionou foi a perfeição do figurino e das manias do cantor mexer a boca e dançar com o microfone.

No setlist foi possível ouvir sucessos como Under Pressure, Somebody to Love, Love of my Life, We Will Rock You, We Are the Champions, entre outras grandes e inesquecíveis canções. Foi de arrepiar e de emocionar qualquer um. Tem até um fato engraçado, um casal chegou com dois meninos de mais ou menos 5 anos de idade e enquanto os pais procuravam o assento correto, as crianças estavam cantando, ou melhor, gritando, a música em um inglês impecável We Are the Champions. Pois bem, não era nem na metade do show, quando reparei os meninos que estavam atrás de mim dormindo. Isso mesmo, a música comendo solta e eles num sono profundo, rs. O mais velho acordou para ouvir as últimas 4 musicas, mas o mais novo, coitado, perdeu a música que ele mais estava empolgado para ver. É a vida, acontece!

Pra quem ama e quer matar a saudade, vou deixar a minha música favorita dessa banda que alegrou muitas pessoas ao redor do mundo!

Por hoje é só!

Até a próxima!!!

Anúncios
Vídeo

Kurt, Amy e o Clube dos 27!!!

Olá queridas e queridos leitores, tudo bem com vocês? Não sei se estão sabendo, mas dois grandes astros da música soul e grunge, respectivamente, e que já são falecidos, terão seus próprios filmes. Siiim, estou falando da linda da Amy Winehouse e de Kurt Cobain da banda Nirvana.

Kurt Cobain, natural de Aberdeen, nasceu no dia 20 de fevereiro de 1967 e em 1987 montou a banda Nirvana junto com Krist Novoselic e Dave Grohl (desde de 1995, vocalista da banda Foo Fighters). Suas letras sempre críticas e depressivas embalaram a vida de muitos adolescentes, jovens e adultos na década de 90. No fatídico 8 de abril de 1994, o mundo noticiava que Kurt tinha se suicidado com um tiro no queixo, deixando uma filha, uma esposa e um legado musical que até hoje faz sucesso.

kurt cobain

Vale lembrar que Amy Winehouse, nascida e criada em Londres, estourou nas rádios britânicas em 2006 e ficou conhecida internacionalmente pela sua voz marcante, cheia de soul, que cantava músicas que tocavam as almas das pessoas, de gênio forte, uma menina mulher coberta de tatuagens e que ditava moda com seu estilo único de olhos marcados preto e boca vermelha. Mas infelizmente, também ficou conhecida pelo seu vício em drogas e bebidas alcoólicas. Em 23 de julho de 2011, faleceu de intoxicação de vodca.

amy winehouse

O motivo pelo qual estou colocando esses dois grandes artistas de gerações e estilos musicais diferentes é por causa de algumas coincidências. A primeira é bastante óbvia, os dois morreram aos 27 anos de idade. Alias, não só eles, mas como também Jimi Hendrix no dia 18 de setembro e Janis Joplin no 4 de outubro, ambos em 1970, Jim Morrinson em 3 de julho de 1971; todos aos 27 anos, no auge de suas carreiras. Esse tema é sempre discutido por supersticiosos, por estudiosos e por autores, como Howard Sounes que escreveu o livro Amy e o clube dos 27 pela editora Leya (eu tenho, já postei no Instagram e quando terminar faço um review). E a segunda é que os trailers dos documentários de Kurt e de Amy foram lançados com pouco menos de 1 mês de diferença entre eles.

Mas vamos ao que interessa? Vaaaamos!!!

  • Montage of Heck:

Depois de alguns documentários não oficiais, a família de Kurt decidiu liberar os direitos de documentos, fotos, vídeos, lembranças ao documentarista Brett Morgen e tem como produtora executiva do filme, Frances Bean Cobain, filha do músico com Courtney Love.

O filme tem previsão de estreia na HBO americana no dia 4 de maio.

  • Amy:

O documentário traz imagens, depoimentos e gravações inéditas da cantora. Quem assina a direção do filme é Asif Kapadia, responsável pelo longa Senna, lançado em 2010, sobre Ayrton Senna, piloto brasileiro de Fórmula 1.

A estreia sem data definida, tem previsão para chegar aos cinemas em meados de 2015.

Eu fui influenciada pelos dois artistas tanto em minha infância e adolescência, quanto na minha fase adulta. Desde criança ouço Nirvana e artistas como Frank Sinatra e Ella Fitzgerald, que transbordam soul, assim como a minha diva linda e favorita, Amy. Estou super ansiosa para ver os dois documentários e tenho certeza que sairei dos cinemas com lágrimas nos olhos. E vocês, tem algum filme que vocês estão mais curiosos para assistir? Deixe sua opinião aqui nos comentários!

Por hoje é só!!!

Até a próxima!!!

Vídeo

Já que é sexta: CHVRCHΞS, Banda Escocesa, arrasa na versão de Cry me a River de Justin Timberlake

Genteeee, voltei só pra dizer que super Me Identifiquei com essa versão super fofa que a banda escocesa Chvrches fez de Cry me a River do lindo, gato, maravilhoso Justin Timberlake. 

Pronunciado como churches ou igrejas em português e estilizado como CHVRCHΞS, a banda entrou para a lista dos talentos mais promissores feita pela BBC em 2013 e é bastante conhecida por misturar barulhos com sintetizadores criando sons experimentais. O grupo é composto por Lauren Mayberry (vocais, sintetizadores adicionais e samplers), Iain Cook (sintetizadores, guitarra, baixo e vocais) e Martin Doherty (sintetizadores, samplers e vocal).

CHVRCHΞS fez o cover na rádio da BBC 1 e introdiu o toque synth pop já tão característico da banda e a mistura ficou incrível!!! Apenas marvelous como dizem os britânicos. Vem conferir como ficou!!!

E ai, o que vocês acharam? Já dá pra colocar no repeat ou pelo menos aproveitar pra fazer um warn up antes da balada!!!

Por hoje é só!!!!

Até a próxima!!!

E já sabem, nessa sexta:

  • Se beber, não dirija;
  • Beba com moderação;
  • Sexo com segurança é sexo com camisinha;
  • Juízo nunca é demais!!!
Vídeo

Hoje é sexta feira e tem música sim senhor!!!!

Voltei super rápido pra dar um bizu para os amantes de música como eu. No fim do ano passado, rolaram várias “previsões” para saber quais seriam as grandes apostas para 2015 e eu até cheguei a escrever aqui, mas uma banda que não comentei no post anterior que tem se destacado bastante é Years & Years.

Y&Y

Pra quem não sabe, Years & Years é uma banda britânica formada por três garotos nos seus 20 e poucos anos com um estilo próprio que misturam gêneros como pop, eletrônico, indie e R&B e tem chamado tanto a atenção que há alguns dias recebeu o título de Sound of 2015, prêmio da BBC para artistas revelações, que já premiou, inclusive, a Adele e a Jessie J. Ainda para esse mês estavam marcados alguns shows que a banda fariam por aqui mas todos foram cancelados, pois a banda foi obrigada a permanecer em Londres finalizando as gravações do novo álbum.

Enquanto eles não tocam por aqui ou lançam de fato o primeiro álbum de sua carreia, vamos ficar com os quatro singles (RealTake Shelter, Desire e King) que já estão bombando pelas rádios? Iupiiiiii…

Por hoje é só!!!!

Até a próxima!!!

E já sabem:

  • Se beber, não dirija;
  • Beba com moderação;
  • Sexo com segurança é sexo com camisinha;
  • Juízo nunca é demais!!!