Vídeo

Maratona com 5 filmes randômicos com direito a review!

Olá queridas e queridos leitores, tudo bem? Animados para o final de semana? Era pra eu ter postado antes, mas com os afazeres domésticos, só estou postando a essa hora, rs… Pelo menos, eu prometo que o atraso vai valer a pena. O que? Tá duvidando? Ok! Desafio aceito (referência ao Barney Stinson de How I Met Your Mother).

Quando estava doente, aproveitei que não podia fazer nada a não ser ficar deitada para ver alguns filmes e óbvio que quero compartilhar com vocês quais são eles e o que eu achei de cada um. Assim, dá pra aproveitar o final de semana em casa e fazer uma maratona random com os filmes que vou indicar na nossa famosa listinha. Então vamos? Cuidado, pode conter spoilers, rs.

  • The Loft:

Sinopse: Cinco amigos casados dividem um loft para manterem relacionamentos extraconjugais. A relação entre os homens, no entanto, entra em conflito quando encontram o corpo de uma mulher desconhecida na propriedade.

Review: Eu fiquei o filme todo dizendo para minha irmã que já tinha visto o filme que as esposas tinham se juntado. Não! Pode deixar que eu não vou contar o filme, rs. Mas preciso dizer que adorei o final que foi surpreendente! A fotografia está boa, mas o roteiro está demais! Vale a pena ver mesmo se corroendo por dentro por não concordar com as traições dos maridos.

  • Kingsman – Serviço Secreto:

Sinopse: Baseado no aclamado comic book e dirigido por Matthew Vaughn (Kick Ass e X-Men Primeira Classe), conta a história de uma organização supersecreta que recruta um garoto problemático, mas promissor para o programa de treinamento supercompetitivo da agência justo quando um perverso gênio tecnológico ameaça o planeta.

Review: Muito divertido, cheia de cenas de ação a la Matrix e Kill Bill. O roteiro é bem leve, divertido e garante boas risadas, enquanto as cenas de tiro, porrada e bomba são bem executadas. E vamos garantir, filme de espião já costuma ser bom, especialmente quando tem esse sotaque britânico lindo, fofo e charmoso, rs.

  • Song One:

Sinopse: Uma arqueóloga (Anne Hathaway) está de volta aos Estados Unidos após um período de escavações no Marrocos, onde seu irmão sofreu um acidente. Ao retornar, ela se envolve com um astro do rock (Johnny Flynn), que vem a ser o músico preferido de seu irmão.

Review:  O roteiro é bem básico, com poucas falas, mas com uma riqueza inestimável de troca de olhares entre os 3 personagens recorrentes. O filme não é super dramático que vá vocês se debulharem e se afogarem em lágrimas, mas dá pra sentir a tristeza, a agonia  e a impotência dos personagens em fazer o Henry acordar. A trilha sonora é espetacular e quem curte música indie, é uma boa pedida. Já vou avisando, o filme tem final legal, mas não é um fim a la Disney com casaram e viveram felizes para sempre.

  • O melhor de Mim:

Sinopse: Adolescentes, Amanda (Liana Liberato) e Dawson (Luke Bracey) se apaixonam. O pai da garota não aprova o relacionamento e, com o passar do tempo, os jovens acabam se afastando e tomando rumos diferentes. Duas décadas mais tarde um funeral faz com que os dois (Michelle Monaghan e James Marsden) voltem à cidade natal e se reencontrem. É o momento de ver se os sentimentos persistem e avaliar as decisões que tomaram na vida.

Review: Como não amar um filme do Nicholas Sparks? Impossível! Tudo é muito bom, o roteiro, a fotografia, o figurino, a trilha sonora e o final que é surpreendente! Além do mais, é super realista porque mostra que nem sempre os apaixonados ficam juntos ao longo da história e é assim que a gente consegue se relacionar com os personagens de Nicholas.

  • 7 Dias sem Fim:

Sinopse: Os membros de uma família judia nunca realmente seguiram as tradições religiosas, mas quando o pai morre, os quatro filhos, que não se encontravam há décadas, aceitam fazer a cerimônia do Shivah juntos, passando uma semana inteira dentro da mesma casa e trazendo à tona os problemas familiares.

Review: O filme não é um drama estilo choroso, mas tem uma carga grande de drama. Afinal, são 4 filhos, uma viúva e muita história pra contar. O enredo é legal, o roteiro também, não curti muito a fotografia. Não é um filme que entraria no meu top 20, mas é um filme que vale a pena ser visto quando não se tem nada pra fazer e se quer entender um pouco sobre as questões humanas e seus relacionamentos. Nossa, divaguei, né? Hahaha, o que eu quero dizer, é que vocês vão poder se relacionar com os personagens, não digo que as histórias sejam as mesmas, mas uma característica ou outra, dá pra reconhecer. Como nos filmes do Sparks, filmes que retratam a vida como ela é, torna-se mais fácil para entender e se relacionar!

Então, valeu a pena esperar? Ah, para, valeu sim!!! Vamos então correr para o sofá ou para a cama ou para a cadeira ou para qualquer lugar confortável e fazer a maratona! Todos os filmes que indiquei, eu vi, e gostei, como vocês leram nos comentários, pode ser que alguma coisa ou outra eu não tenha curtido, mas ainda sim, vale como indicação!

Deixe nos comentários o que vocês estão achando dos posts galera, não fiquem sem graça, aceito de boa críticas, sugestões, opiniões, dicas. Tudo vale quando se pode melhorar o conteúdo que é feito para todos nós!

Até a próxima!!!

Por hoje é só!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s